Segunda-feira, 7 de Agosto de 2006

José Silvano promete luta a Ministro da Saúde

0002dr0g

O presidente da Câmara de Mirandela, José Silvano, acusou hoje o Ministro da Saúde, Correia de Campos de «falta de carácter» por ter feito anunciar num entrevista o encerramento da maternidade de Mirandela, uma decisão que promete impugnar judicialmente. 

 

O Ministro dá como certo o encerramento no final do ano da maternidade, esclarecendo uma decisão que era já aguardada e temida á meses pelos Transmontanos. José Silvano afirma: “ Afinal., é ele que a anuncia num jornal. Para que foi, então esta manobra dilatória destes meses todos?” classificando a actuação do Ministro como “ falta de carácter”

 

Em declarações á agencia Lusa, o autarca eleito pelo PSD, considerou que «a intenção do Ministro da Saúde é fechar este ano a maternidade de Mirandela e para o ano a de Bragança».

 

As duas maternidades não perfazem os mil partos que o ministério da Saúde definiu como número mínimo para funcionamento em segurança. Segundo José Silvano Mirandela no ano de 2005 contabilizou cerca de 510 partos e Bragança 440 e frisa que já este ano Mirandela vai na frente com número de partos sendo a diferença na ordem dos 60 partos entre Mirandela e Bragança. Na opinião do autarca de Mirandela, o fim da maternidade de Bragança está á vista, pois ao encerrar a maternidade com mais partos na região, com maior área de intervenção com cerca de 7 dos 12 concelhos do Distrito. Silvano promete luta nas ruas ao Ministro e pondera em Outubro ou Novembro fazer oposição via judicial ao despacho do Ministério da Saúde. O autarca garantiu ter «argumentos jurídicos para impugnar a decisão, nomeadamente pela centralidade de Mirandela, a proximidade dos centros com melhores cuidados de saúde, nomeadamente Vila Real e o Porto, melhor acessibilidade e maior número de partos».

 

O edil lança também a acha na fogueira «tanto os mirandelenses como as gentes de Bragança a voltarem á rua pois está em causa o fecho de duas maternidades»

Silvano tornou-se no principal rosto da contestação ao encerramento das maternidades no Distrito de Bragança, promovendo em Maio, em Mirandela, uma das maiores manifestações de sempre na região.

Colocou também cartazes de protesto por todo o concelho contra «o abandono» a que o poder central tem votado a região e exortou o ministro da Saúde a manter as maternidades do Nordeste Transmontano abertas até serem construídas as estradas prometidas há décadas.

Aos protestos de Mirandela, seguiu-se também uma manifestação em Bragança, no 10 de Junho, contra a retirada de serviços da região, nomeadamente as maternidades.

Henrique Capelas, confirmou que «o estudo está feito» e que «o relatório, que aponta no sentido do fecho de uma das maternidades, já foi entregue» no Ministério da Saúde. Escusou-se, no entanto a avançar qual a maternidade apontada, afirmando que a questão será esclarecida brevemente.

 


Publicado por mdl às 09:46
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos

Maternidade de Mirandela encerra a 31 de Dezembro

0000ks21

O ministro da Saúde, Correia de Campos, em entrevista um jornal nacional, anunciava que está determinado que a maternidade a encerrar no distrito de Bragança é a de Mirandela. Correia de Campos afirma: “ Mirandela é a que tem menos equipa. Está assente que vai fechar no final do ano”. Estas declarações esclarecem um decisão aguardada há vários meses no Nordeste Transmontano acerca de qual das duas maternidades da região, a de Bragança ou a de Mirandela iria encerrar.

 

No despacho de 14 de Março último, o ministro da Saúde entregava a decisão à Administração do Centro Hospitalar do Nordeste Transmontano, que congrega os três hospitais da região – Mirandela, Bragança e Macedo de Cavaleiros – a decisão de decidir sobre qual das duas maternidades encerrava até 31 de Dezembro deste ano.

 

 Com o enceramento da maternidade de Mirandela, que servia a população do sul do Nordeste Transmontano, a única sala de partos que permanecerá aberta na região é a de Bragança, a norte, e a mais de uma centena de quilómetros das populações mais afastadas da capital de distrito


Terça-feira, 1 de Agosto de 2006

Património ao Abandono e Agora Desapareceu........ou seja Vergonha Total

Algum do património histórico da cidade encontra-se ao abandono e as autoridades tais como o Executivo Camarário até agora nada fizeram para não se perca. É o caso dos chamados “Nichos” junto á Ponte Românica (Ponte Velha), desde o assalto á uns anos atrás que nunca mais foram lá postos nenhuns Santos nem lhe foi atribuída a dignidade que lhe é exigida. Os “nichos” são um marco importante da cultura religiosa da cidade de Mirandela, é uma vergonha estarem ao abandono. Pode dizer-se que é perigoso ter-se ali imagens de Santos de algum valor, pois já anteriormente foram roubados, mas isso não é desculpa, pois podia-se ter colocado imagens de valor mínimo para manter o que de tão bonito há na nossa cidade. Mas pelos vistos nem ao Executivo Camarário nem á Comissão de Festas lhe devem interessar essas questões, pois está á vista de qualquer Mirandelense ou visitante que nos honre com uma visita. Mirandela não é só a Rua da República, o Parque Dr. José Gama ou o Parque do Império, é um conjunto de ruas e avenidas, por isso devo dizer que jardins á muitos...  

Mas, agora em plena edição  das festas de Mirandela retiraram os "nichos" para uma alegada recuperação. É uma vergonha o que se está a passar. Tiveram o ano inteiro para poder mandar arranjar os "nichos" mas pelos vistos so se lembraram agora. Não consigo entender o porque de os tirar. Mas ainda hà mais, o próprio Santuário está ao abandono. Como na acta da Câmara Municipal referiu á pouco tempo a Confraria do ano passado fez um total de 40 mil euros, cerca de 8 mil contos ,de lucro e obras por mais pequenas que sejam nem uma para Francês ou Inglês.É caso para dizer que a vergonha mora no centro da cidade com o santuário ao abandono e os nichos de férias em parte incerta!!!!


Publicado por mdl às 19:56
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos

Chamas ás Portas de Mirandela!!!

00029z3b

Ontem, pelas 13:00 em Mirandela deflagrou um incêndio de grandes proporções nas imediações da cidade de Mirandela. Estiveram cerca de 80 Bombeiros, 16 viaturas, 1 helicóptero e um avião pesado de combate a incêndios.

Várias casas estiveram em perigo, pelo que foi dado a perceber o fogo terá sido de mão criminosa. Lavrou em três frentes fazendo vários estragos materiais de armazéns que foram consumidos pelos fogos.

 

 Um concessionário de automóveis, teve de fazer evacuar todos os clientes e funcionários e retirar todos os veículos que estavam para venda. A proximidade de duas bombas de gasolina fez estalar ainda mais o pânico pois além das casas em perigo estavam os tanques de combustíveis que estiveram em perigo.

 

A circulação na estrada nacional que dá acesso ao nó de IP4 Mirandela Norte, esteve cortado durante algumas horas. O fogo terá, ao que tudo indica, começado junto do Cemitério Municipal Novo e alastrado por entre pinhal e mata até a zona das imediações de casas.

 0002ar3p

O incêndio tomou proporções bastante perigosas pelas 14:33 quando houve uma rabanada de vento que o impulsionou ainda mais fazendo de seguida uma nuvem de fumo bastante negra que cobriu toda a cidade. O Governador Civil de Bragança, Jorge Gomes, em declarações a uma rádio local pelas 18:10, declarava que o incêndio estava já circunscrito. No entanto, já ao início da noite vários reacendimentos fizeram os Bombeiros entrar de novo em combate ás chamas.


Publicado por mdl às 00:24
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos

. todas as tags

.Links

.Arquivos

. Julho 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.Links

SAPO Blogs

.subscrever feeds