Sexta-feira, 12 de Janeiro de 2007

Celestino Neves - Reformado - 58 anos Valongo

Os artigos expressos neste blog não reproduzem a posição do Movimento. Trata-se apenas de uma espaço de difusão de várias correntes de opinião quer do Sim ou do Não.

Antes de mais, parabéns pelo exemplo de abertura que dão, ao colocarem o vosso espaço disponível para um debate aberto (o facto de a esmagadora maioria das mensagens recebidas ser (para já) maioritariamente a favor do NÃO, não vos pode ser imputado!)

Como já toda a gente disse, o problema das DESPENALIZAÇÃO DA INTERRUPÇÃO VOLUNTÁRIA DA GRAVIDEZ ATÉ ÀS DEZ SEMANAS... - porque é só disso que trata o referendo e não de qualquer processo de "liberalização" - é um problema transversal (toca em todas as sensibilidades políticas e religiosas, num e noutro sentido). Basta analisar por exemplo, os resultados daquela sondagem que está a ser divulgada pela TVI e que dá no seio do eleitorado do CDS/PP, a maioria a favor do SIM - eu sei que é "apenas" uma sondagem!

Não se justifica portanto aqui - nunca se justifica aliás - iniciar nenhuma "cruzada" contra ninguém, porque correríamos sempre o risco de encontrar na frente das nossas "armas", caras conhecidas e amigas e até eventualmente, familiares nossos!

Achei um "mimo" de ternura naif o post publicado no vosso Blog pelo Dr. Miguel Reis Cunha - que aliás comentei...

"...o problema só teria relevância, se estivéssemos na Etiópia ou no Bangladesh..."

"...estamos em Portugal, que ainda tem um sistema de Segurança Social razoável..."

E depois, vem aquela "delícia" de frase:

"...perguntei à senhora, como era possível ter tantos filhos naquelas condições... e ela respondeu com um sorriso de orelha a orelha: graças a Deus, tudo se cria..."

Pois é, mas o Dr. (naquela altura ainda futuro Dr. ...) esqueceu-se da pergunta seguinte – e óbvia: "...mas nunca pensou em usar nenhum método de planeamento familiar?!

Sabe o Dr. – sabem os meus caros amigos – qual seria a resposta mais provável?

“Credo!  Claro que não!  ... O senhor abade tem-se fartado de dizer que isso é um grande pecado, que devemos aceitar todos os filhos que Deus nos dá!"

Esta é a força do "lobbie" religioso" - e não apenas católico!...

São muitos séculos de "catequização" - no sentido negativo do termo - a ameaçar com o fogo do inferno quem não pensa como nós.

E olhem, que quem vos fala, é católico praticante e não deixa de reconhecer o enorme papel que a Igreja Católica tem desempenhado e continua a desempenhar no auxílio aos mais desprotegidos - basta olhar para a dimensão da sua Obra Social espalhada por todo o mundo...

Só que, nem em relação aos nossos pais, devemos abdicar do nosso sentido crítico!

 

      CELESTINO NEVES - Ref. da Função Pública, 58 anos - Alfena, Valongo


Publicado por mdl às 23:24
Link do artigo | Adicionar aos favoritos
Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


. todas as tags

.Links

.Arquivos

. Julho 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.Links

SAPO Blogs

.subscrever feeds