Domingo, 13 de Julho de 2008

Debater a Linha do Tua


Quinta-feira, 27 de Março de 2008

Petição Linha do Tua VIVA

img137/4462/bannertua02ot1.png

Decorre uma Petição na Internet, para que a linha do Tua não encerre.

ASSINE AQUI 


Domingo, 23 de Março de 2008

Notícia

Licença provisória de circulação

  Mirandela

Mais dois meses a circular no Tua

O Instituto de Mobilidade e dos Transportes Terrestres (IMTT) aceitou prorrogar, por mais dois meses, a licença provisória de circulação na linha do Tua e desta forma permitir a vigência da marcha à vista no troço entre Brunheda e o Tua.

A decisão foi comunicada, ontem, algumas horas depois da assembleia-geral do Metro de Mirandela ter solicitado essa prorrogação, como resposta ao ultimato do IMTT que, no fim-de-semana passado, deu um prazo, até este sábado, para que a REFER - proprietária da infra-estrutura - e o LNEC - responsável pelos estudos de segurança - apresentem um relatório fundamentado com as medidas de segurança necessárias à circulação, para evitar novo encerramento da linha do Tua, no troço em que ocorreu o acidente, a 12 de Fevereiro do ano passado, entre Brunheda e o Tua, que reabriu a 27 de Janeiro.

O IMTT decidiu agora adiar, até 21 de Maio, a Instrução Complementar de Segurança que determinava a interdição da circulação, em parte da linha.

Segundo o presidente do Metro e da Câmara de Mirandela, \"a REFER e o LNEC informaram que necessitam da dilatação do prazo para desenvolver o relatório exigido pelo IMTT\". José Silvano revela ainda que aqueles dois organismos alegam que \"as análises de risco a fazer em alguns troços da linha são difíceis e demoram bastante tempo\".

Perante este cenário, a CP e a Câmara de Mirandela - accionistas do Metro - decidiram enviar um documento ao IMTT a mostrar disponibilidade para continuar a operar no regime de \"marcha à vista\".

Perante esta solicitação, REFER e LNEC têm mais dois meses para apresentar um estudo fundamentado sobre as condições de circulação da Linha do Tua com a indicação da respectiva velocidade por troço.

 

 

Fonte Fernando Pires Diário de Trás-os-Montes


Publicado por mdl às 00:01
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Sábado, 22 de Março de 2008

Notícias

Linha do Tua em marcha à vista

  Mirandela

Metro e CP pedem prorrogação da licença provisória de circulação por mais dois meses

As carruagens da Metro de Mirandela podem andar mais dois meses em marcha à vista. Isto porque a CP e metro pediram a prorrogação da licença provisória de circulação na Linha do Tua. O prazo dado pelo Instituto de Mobilidade e Transportes Terrestres termina sábado.

A CP e a Metro de Mirandela pediram ontem a prorrogação por mais dois meses da licença provisória de circulação na Linha do Tua, o prazo reclamado pela Refer e LNEC para conclusão das medidas de segurança.
Esta posição, tomada em assembleia-geral da Metro de Mirandela, que assegura o transporte ao serviço da CP, surge na sequência do ultimado dado pelo Instituto de Mobilidade e Transportes Terrestres (IMTT).

O IMTT deu um prazo, que termina sábado de Páscoa, à Refer e ao LNEC para entregarem um relatório fundamentado com as medidas de segurança necessárias à circulação.Este prazo já é uma prorrogação da licença provisória que terminava a 15 de Março e que obrigava à interdição da circulação, desde o dia 16, no troço em que ocorreu o acidente que há um ano tirou a vida a três pessoas.

O troço entre a Brunheda e a Estação do Tua reabriu a 27 de Janeiro, quase um ano depois do acidente e de obras para reparar os danos causados pelo desabamento de pedras que arrastaram uma carruagem com cinco pessoas por uma ravina em direcção ao rio Tua.
A CP e a Metro de Mirandela estão dispostos a continuar a operar no regime “mais penalizador” que é o de “marcha à vista” – velocidade reduzida – e que tem vigorado desde a reabertura.

De acordo com o presidente da metro e da Câmara de Mirandela, José Silvano, a Refer, proprietária da infra-estrutura, e o LNEC, responsável pelos estudos de segurança, deviam ter entregado até 15 de Março o relatório fundamentado para estabelecer a tabela de velocidade nos diferentes troços da linha, o que não correu.

Assembleia

Estas informações foram discutidas ontem, na assembleia-geral da Metro de Mirandela, que serviu para analisar a informação pedida às diferentes partes envolvidas no processo. Segundo José Silvano todas responderam – IMTT, Refer, CP e LNEC – mas “ainda ninguém esclareceu o que vai acontecer depois do dia 22”.

A assembleia-geral da metro decidiu enviar um documento ao IMTT a perguntar isto mesmo e a mostrar disponibilidade, junto com a CP, para continuar a operar até 17 de Maio no regime de “marcha à vista”.

Silvano espera que a proposta seja aceite e que a partir de 17 de Maio estejam reunidas as condições para restabelecer a circulação com normalidade. “Caso contrário, a partir do dia 22 vigorará novamente a mesma situação de antes da reabertura, com a ligação de comboio entre Mirandela e a Brunheda e de carro até a Estação do Tua”, disse.

O partido ecologista Os Verdes entregou na terça-feira na Assembleia da República um requerimento ao Governo a pedir esclarecimentos sobre o mesmo assunto. Os Verdes querem saber “de que forma está o Ministério dos Transportes a pensar intervir, no sentido de garantir a salvaguarda do interesse e do serviço público”.

-----------

IMTT - Ultimato

Depois do ultimato do Instituto de Mobilidade e Transportes Terrestres, a entidade de supervisão, os dois organismos informaram que necessitam da dilatação do prazo por mais dois meses, até 17 de Maio, para desenvolverem o relatório exigido pelo IMTT.

Apesar de ter passado mais de um ano do acidente de 12 de Fevereiro de 2007, os dois organismos alegam que “as análises de risco a fazer nalguns troços da linha são difíceis e demoram bastante tempo”, disse José Silvano.

 

Fonte: PJ Díário de Trás-os-Montes


Publicado por mdl às 23:55
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Terça-feira, 22 de Janeiro de 2008

Reabertura da Linha do Tua

 img137/4462/bannertua02ot1.png

Movimento Cívico Por Mirandela

COMUNICADO

O Movimento Cívico Por Mirandela congratula-se com a anunciada reabertura do troço entre Brunheda e Tua, encerrada após o acidente do passado dia 12 de Fevereiro de 2007.

Salientar o empenho de diversos organismos como o Partido Ecologista Os Verdes, o Movimento Cívico Pela Linha do Tua e o senhor Presidente da Câmara de Mirandela, José Silvano, pelo elevado empenho com que se dedicaram a esta causa, tão importante para o povo transmontano.

Sempre fomos optimistas e a reabertura da linha só nós dá mais ânimo e força de vontade para continuarmos a lutar pela manutenção desta bela ferrovia.

Anunciamos desde já, que pretendemos organizar um passeio/convívio pela Linha do Tua, numa data a acertar, convidando desde já todos a participar inscrevendo-se através do e-mail pormirandela@hotmail.com.

Pela Linha!

 

 

http://pormirandela.blogs.sapo.pt

 


Publicado por mdl às 20:26
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Segunda-feira, 21 de Janeiro de 2008

Movimento na TSF dia 22(terça-feira) pelas 14:00 103.2 FM

TSFO Movimento Cívico Por Mirandela vai participar no programa "Mais Cedo ou Mais Tarde" da rádio TSF. No próximo dia 22 (terça-feira) entre as 14:00 até às 15:00. Para ouvir o programa através do seu rádio sintonize em 103.2 FM (na zona de Mirandela). Através da Internet Clique Aqui . O Movimento irá falar sobre a sua actividade, os seus objectivos e aproveitar para defender a Linha do Tua. Não perca e conheça melhor este movimento de cidadania.

Aproveite e ouça também das 15:00 às 16:00 a intervenção do responsável do projecto Terra Olea.


Publicado por mdl às 00:37
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Domingo, 13 de Janeiro de 2008

Reportagem

 Reportagem Especial

Barragem do Tua

Edição de Domingo

13 de Janeiro 2008

www.publico.clix.pt

Declarações de:

Movimento Cívico Pela Linha do Tua

Movimento Cívico Por Mirandela

Pres. Câmara de Alijó

Pres. Câmara de Mirandela

entre outros


Publicado por mdl às 13:00
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Segunda-feira, 7 de Janeiro de 2008

Exposição dos 120 anos da Linha do Tua

Bragança-Grijó

LINHA DO TUA

120 ANOS

Exposição de Fotografia - 05 a 31 de Janeiro de 2008 - Forum Theatrum

 Bragança

Uma organização:

Movimento Cívico pela Linha do Tua 


Publicado por mdl às 03:02
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

Conheçe a Linha do Tua?

Video "gentilmente" retirado do You Tube

Pertencente a Movimento Cívico Pela Linha do Tua


Publicado por mdl às 02:59
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Sexta-feira, 7 de Dezembro de 2007

Plano Nacional de Barragens - Linha do Tua

img137/4462/bannertua02ot1.png

Plano Nacional de Barragens com Elevado Potencial Eléctrico/Linha do Tua

Comunicado

Inserido no Plano Nacional de Barragens com Elevado Potencial Eléctrico está a construção de uma Barragem na Foz do Tua. Desde já, nos congratulamos com este investimento, que pensamos, poderá vir a contribuir para o desenvolvimento sustentado da nossa região. No entanto no estudo apresentado pelo INAG uma das consequências da sua construção é a possível submersão da linha do Tua que liga Mirandela ao Tua. Entendemos que a construção da Barragem não pode implicar a perda da linha do Tua. Por isso o Movimento Cívico Por Mirandela exige do poder político uma solução credível para que a linha se mantenha a funcionar. Neste momento a Linha do Tua encontra-se a funcionar parcialmente, devido às obras de manutenção no local do acidente de 12 de Fevereiro passado. Consideramos que a linha tem de ser reaberta ao longo de todo o percurso o quanto antes, desde que as condições de segurança estejam acauteladas e os equipamentos necessários para a vigilância e segurança sejam colocados. Entendemos que o LNEC (Laboratório Nacional de Engenharia Civil) com as declarações proferidas à uns dias atrás, afirmando que a composição não poderia circular a mais de 30km/h, trata-se de uma atitude de “lavar mas mãos como Pilatos” empurrando as responsabilidades para a entidade que explora a linha e mais grave, os motoristas. Tal situação não é admissível, os transmontanos são portugueses como os de Lisboa e exigem que se invista nesta linha para que as condições máximas de segurança estejam acauteladas. Estamos e estaremos atentos para que a Linha se mantenha viva!

Pela Linha!


Publicado por mdl às 13:59
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Terça-feira, 27 de Novembro de 2007

Metro não pode circular a mais de 30 km por Hora.

  Metro a 30km/Hora

Ainda não há data para o restabelecimento da circulação ferroviária na linha do Tua, entre Brunheda e a linha do Douro. A Refer já concluiu as obras reparação no local do acidente de 12 de Fevereiro, em que morreram três pessoas, mas, segundo o jornal Público de hoje, o LNEC - Laboratório Nacional de Engenharia Civil - diz que os comboios só podem andar em regime de "marcha à vista", ou seja, não podem circular a mais de 30 quilómetros hora.

Esta "marcha à vista" permite ao maquinista parar a composição a qualquer momento. Este condicionalismo na velocidade impede tecnicamente a reabertura da linha à sua exploração comercial porque os tempos de percurso entre Mirandela e o Tua seriam excessivamente aumentados. Segundo o Público, esta restrição apanhou de surpresa a Refer, que contava reabrir a linha ainda este mês, e obriga-a a efectuar mais trabalhos na estrutura.

Ainda de acordo com o diário, se tudo correr bem, a Refer gostaria de oferecer como prenda de Natal aos municípios da região a reabertura da Linha do Tua. Para decisão posterior estão os pesados investimentos que permitiriam colocar esta via-férrea em patamares de segurança muito elevados.

Em causa está a instalação de sistemas de detecção de queda de blocos, através de cabo ou de feixes de luz e a monitorização permanente das zonas mais críticas, através da instalação de câmaras de vigilância e de redes de fibra óptica que detectam vibrações. Equipamentos que podem ascender a 2 milhões de euros e que dificilmente encontram rentabilidade económica.

In Rádio Brigantia

PS - Ao que me dizem, o Metro nos dias de hoje não muito além dos 35 a 40 km por hora. Alterem-se os horários e abra-se a linha. É preciso pensar muito?


Publicado por mdl às 11:50
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Quinta-feira, 5 de Julho de 2007

Mais uma iniciativa em defesa da Linha do Tua

img105/7382/ecotupiavs3.png

 

 

 

No próximo fim de semana vai decorrer mais uma iniciativa para promover a Linha do Tua, causa que este Movimento Cívico também tem defendido. Mas, o Movimento Cívico pela Linha do Tua e a Plataforma Sabor Livre organizam no próximo dia 7 de Julho uma viagem e seguida de passeio de Bicicleta ao longo da Linha do Tua. Para consultar o programa detalhado clique aqui. Estas iniciativas demonstram que no nordeste transmontano existem pessoas que agem muito para além do protagonismo pessoal. Parabéns e força...


Publicado por mdl às 18:58
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Sexta-feira, 2 de Março de 2007

Os portugueses entendem...

No passado dia 27 na página do leitor do JN, vinha este artigo que nos passamos a reproduzir que achamos ser de uma honestidade e visão dos problemas no mínimo fantástico. Obrigado Conceição!

A tragédia da locomotiva 6205

 

«Três pessoas perderam a vida e as linhas de caminhos-de-ferro portuguesas morrem aos poucos»

 

Os erros renovam-se, a negligência persiste, o luto permanece, os culpados, esses, ninguém os encontra, apenas abalam.

É desta forma que o nosso país tem evoluído!

Nota-se através da linha do Tua, bastaram dois pedregulhos. Um de enormes dimensões desafiou a escarpa, abalroando a locomotiva 6205. Levando-a de arrasto às aguas do rio Tua, vitimando três pessoas e ferindo outras duas.

Não sei se por obra do divino ou do destino, não viajara mais ninguém naquele fatídico dia na automotora.

Que vão fazer agora os governantes, lamentar, indemnizar?

As lágrimas que a saudade não cura, as vidas que não voltam, sinto-me hostilizada, porque não vivemos com aprendizagem das fatalidades sucedidas. Aparentemente vamos vivendo no país, (deixa andar).

Não vai assim há tantos anos (2001), que vivemos o sofrimento, a tragédia da ponte Hintze Ribeiro, em Castelo de Paiva morreram 59 pessoas.

Todos conheciam o problema, a decadência, o desgaste deste monumento, assim como tantos outros, mas vai-se fechando os olhos.

A culpa é sempre das pedras, dos (calhaus) que teimam em fechar os orifícios...então arranjam-se cobaias “ seis engenheiros, alguns já reformados”, coitados, já sem idade para cumprir penas. Mas alguém tinha que se sentar no banco dos réus.

Não podem dizer que não houve julgamento, (cego, surdo e mudo), mas houve, se foram ilibados então não são culpados...

Mas os verdadeiros culpados, esses, ninguém lhes consegue por a mão, são poderosos demais para assumirem seja o que for!

Lamento imenso estes acontecimentos descomunais, que dizimam a vida de tantos inocentes em prol da cegueira. Lamento que num país como o nosso onde o investimento e a evolução não chega aos meios rurais, ao património enfraquecido pelos anos e não se pense na segurança dos que habitam nestes meios.

Fico deveras surpreendida quando se fala da OTA e do TGV, querem fazer desenvolver o crescimento económico, até entendo porque não sou nenhuma ignorante, só não entendo como conseguem lidar com o resto do país como se fosse apenas tudo paisagem em degradação.

Ate quando vão culpar os pedregulhos?

in JN 27/02/2007 Conceição Bernardino


.Links

. todas as tags

.Links

.Arquivos

. Julho 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.Links

blogs SAPO

.subscrever feeds