Sexta-feira, 9 de Fevereiro de 2007

Rui Tulik Lopes - Presidente do Movimento Cívico Por Mirandela

Os artigos expressos neste blog não reproduzem a posição do Movimento. Trata-se apenas de um espaço de difusão de várias correntes de opinião quer do Sim ou do Não.

 SIM OU NÃO, MAS VOTE! 

Em primeiro lugar, queria agradecer ás centenas de pessoas, que nos enviaram as suas palavras sobre o referendo do próximo dia 11 de Fevereiro. Penso, que tenha sido um excelente contributo para a clarificação de argumentos, para que, os portugueses possam decidir em consciência.

Foram várias as personalidades políticas de âmbito regional e até nacional que participaram neste espaço de cidadania que aqui foi criado. O Movimento Cívico, orgulha-se de poder ter sido referência em vários sites e jornais como exemplo de organização para o esclarecimento e para o espaço de debate de ideias. Como Presidente do Movimento Cívico, desde já muito obrigado!

Mas, este assunto, é muito delicado e importante para a sociedade portuguesa. Pessoalmente, irei votar SIM, por diversas razões. Porque entendo que a liberdade individual da mulher não está consagrada na actual e lei. Voto SIM, porque alguns dos argumentos pelo NÃO, não são justos e verdadeiros. Tenho pena que, entre várias personalidades, Bagão Félix, da plataforma Não Obrigado, tenha tido intervenções no mínimo básicas e irreflectidas, sim irreflectidas porque um ex ministro, político activo que nada fez para mudar a actual lei, venha agora falar que a pergunta é enganosa, que tem de se criar políticas pró-natal. Depois, considero de muito mau gosto, quando o Professor Gentil Martins, defensor do NÃO, disse que o problema desta lei era que nenhuma mulher foi presa, e que muitas mereciam estar atrás das grades. Estes comentários no meio de tantos não contribuíram para a elevação que tanto se pediu para o debate deste referendo. E a principal razão do meu voto ser SIM, é porque com esta lei, a mulher que pensa em abortar, não tem como fazer uma análise, se deve ou não abortar. Ou seja, com a nova lei, se a mulher entender abortar, pode, se ela entender parar para pensar, tem com quem falar, de forma livre e sem que para isso tenha de ser discriminada. Poderia estar, aqui mais umas horas para dar mais algumas razões, para o voto no SIM, mas queria aqui deixar um apelo a todos os que passam por este blog. Quer vá votar SIM ou NÃO, vá votar, exerça o acto “sagrado” que o 25 de Abril nos deu de forma livre, vamos participar na vida do nosso país. Vote!

 

 Rui Tulik Lopes

 Presidente do Movimento Cívico Por Mirandela


Publicado por mdl às 00:18
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

.Links

. todas as tags

.Links

.Arquivos

. Julho 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.Links

blogs SAPO

.subscrever feeds