Terça-feira, 16 de Janeiro de 2007

Luís Romudas - 24 anos - Arroiolos

Os artigos expressos neste blog não reproduzem a posição do Movimento. Trata-se apenas de uma espaço de difusão de várias correntes de opinião quer do Sim ou do Não.

Mais Cidadania Egosciente

"Pelos vistos a malta do Não! anda verdadeiramente empenhada nesta luta. Lançam livros, mandam postaizinhos todos catitas para casa, aparecem na televisão... Existem 15 movimentos "cívicos" pelo Não! e apenas 5 pelo Sim!. O que me leva à pergunta: mas afinal onde andarão os liberais?
Querem mesmo saber?

Os liberais, aquela gigantesca massa que irá votar Sim! em Fevereiro estão em casa. Em casa, pois. Não querem dar a cara. Têem vergonha que o mesquinho povo português pense que já abortaram ou pensam fazê-lo num futuro próximo. Não querem dar a cara porque a filha, a irmã ou a mulher viu-se obrigada a fazer um aborto clandestino e morreu devido à falta de condições. Não querem dar a cara por já terem recorrido a Espanha ou à garagem da vizinha enfermeira reformada e sofrem em silêncio. Não querem, nem podem, dar a cara porque já recorreram a um aborto clandestino e estão presas numa minúscula cela ao lado de verdadeiras criminosas, como se o calvário subsequente aos seus actos não fosse pena suficiente.

Pensarão os iluminados conservadores que um aborto, por mais bem feito que seja, não deixa mazelas? Deixa, sim. Tanto físicas como psicológicas. Mazelas das quais nunca se chega a recuperar totalmente. Agravando-se a situação quando é feito numa qualquer garagem.

Pensarão os doutos senhores do Não que qualquer mulher seja capaz de recorrer a um aborto de ânimo leve? Não, meus caros. O aborto contraria o mais básico dos instintos da mulher, e, por mais que forte que seja o seu espírito, ressentir-se-á. Mais tarde ou mais cedo.

Pensarão os respeitáveis senhores de família que irão votar Não que as práticas abortivas diminuirão se vencerem? Duvido muito. O estilo de vida do século XXI não permite. Nem as violações. Nem a eterna crise económica, nem a elevada taxa de desemprego.

Infelizmente, a conjuntura socio-económica das famílias do século XXI não permite que estas possam crescer naturalmente. Ou seja, este frenético estilo de vida do século XXI não permite sequer um nascimento não planeado e sem a mínima ponderação. Essa é que é a verdade.

Se vai dizer Não à interrupção voluntária da gravidez.
Diga também Não à dignidade e à saúde da mulher.
Diga também Não ao direito à vida da mulher."

Luís Romudas 24 anos Arraiolos Desenhador


Publicado por mdl às 16:39
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
6 comentários:
De cneves a 16 de Janeiro de 2007 às 21:46
Caro amigo Luis Romudas,
Parabens pelo artigo, que de forma sintética coloca o dedo na parte mas sensivel da "ferida".
Basta de falsos moralismos, de demagogia, de manipulação das pessoas com "terços" rezados na praça, no intervalo entre uma distribuição de panfletos com a imagem da Senhora de Fátima, à mistura com outros que mostram fetos ensanguentados, tudo acompanhado de um pequeno Rozário...
cordeais saudações,
Celestino Neves


De KIKA a 16 de Janeiro de 2007 às 23:35
Este artigo é uma vergonha pegada.... admira-me este movimento colocar aqui estes artigos de caca...
Não faltava este movimento não ter assumido uma posição ainda faz mais serviço público !!!


De Mário Margaride a 17 de Janeiro de 2007 às 12:03
Comentário de "CACA", é o seu KIKA ! Deve ser daquelas que vai a Espanha abortar, não! Depois vem aqui armar-se em moralista!

Tenham argumentos válidos na vossa campanha, não insultem os que não concordam convosco! Deixem de ser hipócritas!

SIM SIM E SIM!!!


Mário Margaride


De Mário Margaride a 17 de Janeiro de 2007 às 12:05
Comentário de "CACA", é o seu KIKA ! Deve ser daquelas que vai a Espanha abortar, não! Depois vem aqui armar-se em moralista!

Tenham argumentos válidos na vossa campanha, não insultem os que não concordam convosco! Deixem de ser hipócritas!

SIM SIM E SIM!!!


Mário Margaride


De cneves a 17 de Janeiro de 2007 às 14:53
Caro(a) Kika,
As regras de um regime democrático, "obrigam-nos" por vezes, a ouvir ou ler coisas que não gostamos - mas também nos dão a hipótese de dizer as asneiras que quisermos, sem ninguém nos proibir... Foi o que aconteceu cosigo!
Ah!, futuramente, quando quizer fazer comentários do mesmo género, não se iniba: não diga "caca", diga a palavra certa! É que pela Net não nos chega o hálito...
Ao contrário do que disse, eu felicito o Movimento "pormirandela", pelo exemplo de abertura que nos dá...
É claro que a si, daria talvez mais jeito que fosse como o tempo do Salazar (que só tivesse direito afalar quem fosse do Regime...)
passe bem,
Celestino Neves


De kika a 17 de Janeiro de 2007 às 15:29
Regime? Essa agora .. para dar este contributo de tanga mais valia tarem quietos ... Este movimento apela ao NIM já deram conta disso»?


Comentar post

.Links

. todas as tags

.Links

.Arquivos

. Julho 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.Links

blogs SAPO

.subscrever feeds