Domingo, 13 de Julho de 2008

Debater a Linha do Tua


Quinta-feira, 27 de Março de 2008

Petição Linha do Tua VIVA

img137/4462/bannertua02ot1.png

Decorre uma Petição na Internet, para que a linha do Tua não encerre.

ASSINE AQUI 


Domingo, 23 de Março de 2008

Notícia

Licença provisória de circulação

  Mirandela

Mais dois meses a circular no Tua

O Instituto de Mobilidade e dos Transportes Terrestres (IMTT) aceitou prorrogar, por mais dois meses, a licença provisória de circulação na linha do Tua e desta forma permitir a vigência da marcha à vista no troço entre Brunheda e o Tua.

A decisão foi comunicada, ontem, algumas horas depois da assembleia-geral do Metro de Mirandela ter solicitado essa prorrogação, como resposta ao ultimato do IMTT que, no fim-de-semana passado, deu um prazo, até este sábado, para que a REFER - proprietária da infra-estrutura - e o LNEC - responsável pelos estudos de segurança - apresentem um relatório fundamentado com as medidas de segurança necessárias à circulação, para evitar novo encerramento da linha do Tua, no troço em que ocorreu o acidente, a 12 de Fevereiro do ano passado, entre Brunheda e o Tua, que reabriu a 27 de Janeiro.

O IMTT decidiu agora adiar, até 21 de Maio, a Instrução Complementar de Segurança que determinava a interdição da circulação, em parte da linha.

Segundo o presidente do Metro e da Câmara de Mirandela, \"a REFER e o LNEC informaram que necessitam da dilatação do prazo para desenvolver o relatório exigido pelo IMTT\". José Silvano revela ainda que aqueles dois organismos alegam que \"as análises de risco a fazer em alguns troços da linha são difíceis e demoram bastante tempo\".

Perante este cenário, a CP e a Câmara de Mirandela - accionistas do Metro - decidiram enviar um documento ao IMTT a mostrar disponibilidade para continuar a operar no regime de \"marcha à vista\".

Perante esta solicitação, REFER e LNEC têm mais dois meses para apresentar um estudo fundamentado sobre as condições de circulação da Linha do Tua com a indicação da respectiva velocidade por troço.

 

 

Fonte Fernando Pires Diário de Trás-os-Montes


Publicado por mdl às 00:01
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Sábado, 22 de Março de 2008

Notícias

Linha do Tua em marcha à vista

  Mirandela

Metro e CP pedem prorrogação da licença provisória de circulação por mais dois meses

As carruagens da Metro de Mirandela podem andar mais dois meses em marcha à vista. Isto porque a CP e metro pediram a prorrogação da licença provisória de circulação na Linha do Tua. O prazo dado pelo Instituto de Mobilidade e Transportes Terrestres termina sábado.

A CP e a Metro de Mirandela pediram ontem a prorrogação por mais dois meses da licença provisória de circulação na Linha do Tua, o prazo reclamado pela Refer e LNEC para conclusão das medidas de segurança.
Esta posição, tomada em assembleia-geral da Metro de Mirandela, que assegura o transporte ao serviço da CP, surge na sequência do ultimado dado pelo Instituto de Mobilidade e Transportes Terrestres (IMTT).

O IMTT deu um prazo, que termina sábado de Páscoa, à Refer e ao LNEC para entregarem um relatório fundamentado com as medidas de segurança necessárias à circulação.Este prazo já é uma prorrogação da licença provisória que terminava a 15 de Março e que obrigava à interdição da circulação, desde o dia 16, no troço em que ocorreu o acidente que há um ano tirou a vida a três pessoas.

O troço entre a Brunheda e a Estação do Tua reabriu a 27 de Janeiro, quase um ano depois do acidente e de obras para reparar os danos causados pelo desabamento de pedras que arrastaram uma carruagem com cinco pessoas por uma ravina em direcção ao rio Tua.
A CP e a Metro de Mirandela estão dispostos a continuar a operar no regime “mais penalizador” que é o de “marcha à vista” – velocidade reduzida – e que tem vigorado desde a reabertura.

De acordo com o presidente da metro e da Câmara de Mirandela, José Silvano, a Refer, proprietária da infra-estrutura, e o LNEC, responsável pelos estudos de segurança, deviam ter entregado até 15 de Março o relatório fundamentado para estabelecer a tabela de velocidade nos diferentes troços da linha, o que não correu.

Assembleia

Estas informações foram discutidas ontem, na assembleia-geral da Metro de Mirandela, que serviu para analisar a informação pedida às diferentes partes envolvidas no processo. Segundo José Silvano todas responderam – IMTT, Refer, CP e LNEC – mas “ainda ninguém esclareceu o que vai acontecer depois do dia 22”.

A assembleia-geral da metro decidiu enviar um documento ao IMTT a perguntar isto mesmo e a mostrar disponibilidade, junto com a CP, para continuar a operar até 17 de Maio no regime de “marcha à vista”.

Silvano espera que a proposta seja aceite e que a partir de 17 de Maio estejam reunidas as condições para restabelecer a circulação com normalidade. “Caso contrário, a partir do dia 22 vigorará novamente a mesma situação de antes da reabertura, com a ligação de comboio entre Mirandela e a Brunheda e de carro até a Estação do Tua”, disse.

O partido ecologista Os Verdes entregou na terça-feira na Assembleia da República um requerimento ao Governo a pedir esclarecimentos sobre o mesmo assunto. Os Verdes querem saber “de que forma está o Ministério dos Transportes a pensar intervir, no sentido de garantir a salvaguarda do interesse e do serviço público”.

-----------

IMTT - Ultimato

Depois do ultimato do Instituto de Mobilidade e Transportes Terrestres, a entidade de supervisão, os dois organismos informaram que necessitam da dilatação do prazo por mais dois meses, até 17 de Maio, para desenvolverem o relatório exigido pelo IMTT.

Apesar de ter passado mais de um ano do acidente de 12 de Fevereiro de 2007, os dois organismos alegam que “as análises de risco a fazer nalguns troços da linha são difíceis e demoram bastante tempo”, disse José Silvano.

 

Fonte: PJ Díário de Trás-os-Montes


Publicado por mdl às 23:55
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Terça-feira, 22 de Janeiro de 2008

Reabertura da Linha do Tua

 img137/4462/bannertua02ot1.png

Movimento Cívico Por Mirandela

COMUNICADO

O Movimento Cívico Por Mirandela congratula-se com a anunciada reabertura do troço entre Brunheda e Tua, encerrada após o acidente do passado dia 12 de Fevereiro de 2007.

Salientar o empenho de diversos organismos como o Partido Ecologista Os Verdes, o Movimento Cívico Pela Linha do Tua e o senhor Presidente da Câmara de Mirandela, José Silvano, pelo elevado empenho com que se dedicaram a esta causa, tão importante para o povo transmontano.

Sempre fomos optimistas e a reabertura da linha só nós dá mais ânimo e força de vontade para continuarmos a lutar pela manutenção desta bela ferrovia.

Anunciamos desde já, que pretendemos organizar um passeio/convívio pela Linha do Tua, numa data a acertar, convidando desde já todos a participar inscrevendo-se através do e-mail pormirandela@hotmail.com.

Pela Linha!

 

 

http://pormirandela.blogs.sapo.pt

 


Publicado por mdl às 20:26
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Segunda-feira, 21 de Janeiro de 2008

Movimento na TSF dia 22(terça-feira) pelas 14:00 103.2 FM

TSFO Movimento Cívico Por Mirandela vai participar no programa "Mais Cedo ou Mais Tarde" da rádio TSF. No próximo dia 22 (terça-feira) entre as 14:00 até às 15:00. Para ouvir o programa através do seu rádio sintonize em 103.2 FM (na zona de Mirandela). Através da Internet Clique Aqui . O Movimento irá falar sobre a sua actividade, os seus objectivos e aproveitar para defender a Linha do Tua. Não perca e conheça melhor este movimento de cidadania.

Aproveite e ouça também das 15:00 às 16:00 a intervenção do responsável do projecto Terra Olea.


Publicado por mdl às 00:37
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Domingo, 13 de Janeiro de 2008

Reportagem

 Reportagem Especial

Barragem do Tua

Edição de Domingo

13 de Janeiro 2008

www.publico.clix.pt

Declarações de:

Movimento Cívico Pela Linha do Tua

Movimento Cívico Por Mirandela

Pres. Câmara de Alijó

Pres. Câmara de Mirandela

entre outros


Publicado por mdl às 13:00
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Segunda-feira, 7 de Janeiro de 2008

Exposição dos 120 anos da Linha do Tua

Bragança-Grijó

LINHA DO TUA

120 ANOS

Exposição de Fotografia - 05 a 31 de Janeiro de 2008 - Forum Theatrum

 Bragança

Uma organização:

Movimento Cívico pela Linha do Tua 


Publicado por mdl às 03:02
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

Conheçe a Linha do Tua?

Video "gentilmente" retirado do You Tube

Pertencente a Movimento Cívico Pela Linha do Tua


Publicado por mdl às 02:59
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Segunda-feira, 10 de Dezembro de 2007

Homenagem a António Cabral

 

Video de Clara Pimenta do Vale - Retirado do You Tube


Publicado por mdl às 01:22
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Sexta-feira, 7 de Dezembro de 2007

Plano Nacional de Barragens - Linha do Tua

img137/4462/bannertua02ot1.png

Plano Nacional de Barragens com Elevado Potencial Eléctrico/Linha do Tua

Comunicado

Inserido no Plano Nacional de Barragens com Elevado Potencial Eléctrico está a construção de uma Barragem na Foz do Tua. Desde já, nos congratulamos com este investimento, que pensamos, poderá vir a contribuir para o desenvolvimento sustentado da nossa região. No entanto no estudo apresentado pelo INAG uma das consequências da sua construção é a possível submersão da linha do Tua que liga Mirandela ao Tua. Entendemos que a construção da Barragem não pode implicar a perda da linha do Tua. Por isso o Movimento Cívico Por Mirandela exige do poder político uma solução credível para que a linha se mantenha a funcionar. Neste momento a Linha do Tua encontra-se a funcionar parcialmente, devido às obras de manutenção no local do acidente de 12 de Fevereiro passado. Consideramos que a linha tem de ser reaberta ao longo de todo o percurso o quanto antes, desde que as condições de segurança estejam acauteladas e os equipamentos necessários para a vigilância e segurança sejam colocados. Entendemos que o LNEC (Laboratório Nacional de Engenharia Civil) com as declarações proferidas à uns dias atrás, afirmando que a composição não poderia circular a mais de 30km/h, trata-se de uma atitude de “lavar mas mãos como Pilatos” empurrando as responsabilidades para a entidade que explora a linha e mais grave, os motoristas. Tal situação não é admissível, os transmontanos são portugueses como os de Lisboa e exigem que se invista nesta linha para que as condições máximas de segurança estejam acauteladas. Estamos e estaremos atentos para que a Linha se mantenha viva!

Pela Linha!


Publicado por mdl às 13:59
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Segunda-feira, 3 de Dezembro de 2007

Por Mirandela, junta-se "Pela Iara"

 

O Movimento Cívico Por Mirandela, decidiu juntar-se ao Movimento "Juntos pela Iara"

Visite o Blog e assine a petição.


Publicado por mdl às 14:02
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Quinta-feira, 29 de Novembro de 2007

Conferência Debate - Cidadãos Por Lisboa

Quinta, 29 de Novembro

Fabrica do Braço de Prata - Lisboa

18h Sala Turing
Conferência/Debate

Carlos Palminha | Plataforma Artigo 65

 

Roselyne de Villanova | Centre National de la Recherche Scientifique, Paris

Helena Roseta | Cidadãos por Lisboa


Maria João Freitas | Instituto de Habitação e da Reabilitação Urbana

Filipe Lopes | Ofícios do Património e da Reabilitação Urbana


22h Sala Visconti
As Operações SAAL

com a presença do realizador João Dias [Portugal, 2007, 90 min]

Intervir, Renovar e (Re)Habitar tornam-se inevitavelmente os conceitos mestres de uma intervenção necessária. A cidade precisa de "acupunctura urbana", ou seja, de intervenções pequenas e estratégicas que consigam devolver vida à cidade e atrair a si as pessoas.

O objectivo deste encontro - organizado pelo CIDESC e pelo Movimento Cidadãos por Lisboa e para o qual foi convidado um representante da Plataforma Artigo 65 para estar presente na mesa-redonda - serão discutir a cidade e compreender como as estratégias de participação contribuem para a sua revitalização.

Links :

www.cidadaosporlisboa.org


Publicado por mdl às 11:55
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Terça-feira, 27 de Novembro de 2007

Metro não pode circular a mais de 30 km por Hora.

  Metro a 30km/Hora

Ainda não há data para o restabelecimento da circulação ferroviária na linha do Tua, entre Brunheda e a linha do Douro. A Refer já concluiu as obras reparação no local do acidente de 12 de Fevereiro, em que morreram três pessoas, mas, segundo o jornal Público de hoje, o LNEC - Laboratório Nacional de Engenharia Civil - diz que os comboios só podem andar em regime de "marcha à vista", ou seja, não podem circular a mais de 30 quilómetros hora.

Esta "marcha à vista" permite ao maquinista parar a composição a qualquer momento. Este condicionalismo na velocidade impede tecnicamente a reabertura da linha à sua exploração comercial porque os tempos de percurso entre Mirandela e o Tua seriam excessivamente aumentados. Segundo o Público, esta restrição apanhou de surpresa a Refer, que contava reabrir a linha ainda este mês, e obriga-a a efectuar mais trabalhos na estrutura.

Ainda de acordo com o diário, se tudo correr bem, a Refer gostaria de oferecer como prenda de Natal aos municípios da região a reabertura da Linha do Tua. Para decisão posterior estão os pesados investimentos que permitiriam colocar esta via-férrea em patamares de segurança muito elevados.

Em causa está a instalação de sistemas de detecção de queda de blocos, através de cabo ou de feixes de luz e a monitorização permanente das zonas mais críticas, através da instalação de câmaras de vigilância e de redes de fibra óptica que detectam vibrações. Equipamentos que podem ascender a 2 milhões de euros e que dificilmente encontram rentabilidade económica.

In Rádio Brigantia

PS - Ao que me dizem, o Metro nos dias de hoje não muito além dos 35 a 40 km por hora. Alterem-se os horários e abra-se a linha. É preciso pensar muito?


Publicado por mdl às 11:50
Link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Quarta-feira, 24 de Outubro de 2007

...

O escritor e investigador transmontano António Cabral, que escreveu várias obras sobre o Douro e a cultura popular transmontana, faleceu hoje, aos 76 anos, em Vila Real.
António Joaquim Magalhães Cabral nasceu em Castedo do Douro, concelho de Alijó, e tornou-se num dos mais importantes escritores de Trás-os-Montes e Alto Douro
.

 

   ATÉ SEMPRE!


.Links

. todas as tags

.Links

.Arquivos

. Julho 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.Links

blogs SAPO

.subscrever feeds